2011/08/17

0 jeito Deles


O que é que faz a gente se apaixonar por alguém? Mistério misterioso. Não é só porque ele é esportista, não é só porque ela é linda, pois há esportistas sem cérebro e lindas idem, e você, que tem um, não vai querer saber de descerebrados. Mas também não basta ser inteligente, por mais que a inteligência esteja bem cotada no mercado. Tem que ser inteligente e... algo mais. O que é este algo mais? Mistério decifrado: é o jeito.

A gente se apaixona pelo jeito da pessoa. Não é porque ele cita Camões, não é porque ela tem olhos azuis: é o jeito dele de dizer versos em voz alta como se ele mesmo os tivesse escrito pra nós; é o jeito dela de piscar demorado seus lindos olhos azuis, como se estivesse em câmera lenta.

O jeito de caminhar. 
O jeito de usar a camisa pra fora das calças. 
O jeito de passar a mão no cabelo.
O jeito de suspirar no final das frases. 
O jeito de beijar.
 O jeito de sorrir. 
Vá tentar explicar isso.

Pelo meu primeiro namorado, 
me apaixonei porque ele tinha um jeito de estar nas festas parecendo que não estava, 
era como se só eu o estivesse enxergando. 
O segundo namorado me fisgou porque tinha um jeito de morder palitos de fósforo que me deixava louca – ok, pode rir.
 Ele era um cara sofisticado, e por isso mesmo eu vibrava quando baixava nele um caminhoneiro. 
O terceiro namorado tinha um jeito de 
olhar que parecia que despia a gente:
não as roupas da gente, mas a alma da gente. 
Logo vi que eu jamais conseguiria esconder algum segredo dele, 
era como se ele me conhecesse antes mesmo de eu nascer.
 Por precaução, resolvi casar com o sujeito e mantê-lo por perto.

E teve aqueles que não viraram namorados também por causa do jeito: do jeito vulgar de falar, do jeito de rir – sempre alto demais e por coisas totalmente sem graça –, do jeito rude de tratar os garçons, do jeito mauricinho de se vestir: nunca um desleixo, sempre engomado e perfumado, até na beira da praia. Nenhum defeito nisso. Pode até ser que eu tenha perdido os caras mais sensacionais do universo.

Mas o cara mais sensacional do universo e a mulher mais fantástica do planeta nunca irão conquistar você, a não ser que tenham um jeito de ser que você não consiga explicar. Porque esses jeitos que nos encantam não se explicam mesmo.
(Martha Medeiros)


7 comentários:

Luna Sanchez disse...

Martha sempre perfeita!

Um beijo.

Aleatoriamente disse...

Lindo, lindo esse texto amada.
Acho que o que nos faz apaixonar por alguém , está além do entendimento humano.
Acho que o amor de verdade, já vem escrito, escolha do coração.

Beijinho.
Fernanda

Vivian disse...

Bom dia amiga!!

Amei o texto!!!
É bem parecido... cada um tem seu jeito de ser conquistado!!
Beijos pra ti!!
Lindo dia!!

QUIM disse...

Agente ama e prontos..olho para trás para as namoradas e reaçizo isso ...sempre amei a pessoa em si...bj um lindo dia.

Midnight disse...

Gente! Simplesmente eu adorei. Realmente nos apaixonamos pelo jeito das pessoas. E que forma linda que ela tem de descrever isso. Eu amei o 'jeito' que ela escreve! ^^
:X

micarla disse...

Oi,linda postagem!Vim te avisar que coloquei seu banner na minha página de parcerias,ok?Um ótimo final de semana,bjo.

Flor de Lótus disse...

Realmente é difícil dizer ou definir o que fez a gente se apaixonar por uma pessoa,mas com certeza tem muito de jeito, o jeito que ela nos trata,nos olha...
Um ótimo domingo!
Beijosss